sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Provérbios 22:6

“Instrui o Menino no caminho que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele.” – Pv 22:6 (ARC)

Para entendermos melhor este versículo, vou postá-lo no original hebraico e na versão da Vulgata Latina.
Lembre-se que em hebraico a leitura é feita da direita para esquerda.

׃ממנה יסור לא יזקין כי גם דרכו פי על לנער חנך

Abaixo uma transliteração, agora no padrão ocidental (da esquerda para direita). Os números sobre escritos servem para orientar a cada Palavra.

Hanok1 lana'ar2 'al-pi3 darko4 gam ki5-yazqin6 lo'7 yasur8 mimenah9.

Ensina[educa]1 o menino[a criança]2 de acordo com3 (o) caminho dele4[;] também quando[e quando]5 (ele) envelhecer6 [ou: e ainda que envelheça] não7 (se) desviará8 dele9.
(os numeros ajudam a acompanhar os termos)


“Institue adulescentem iuxta viam suam; etiam cum senuerit, non recedet ab ea.” – Pv 22:6 (Nova Vulgata-Latim)

Dentro da tradição sapiencial dos Hebreus ou Judeus, como preferirem, a vida em família é muito importante. Muitos trechos de Provérbios passa instruções a pais e filhos no trato da educação e conhecimento.
O pai tem o legado de passar essa educação e esse conhecimento ao filho. Embora ele não seja o único a ensinar, deve ser o primeiro e mais assíduo professor, mestre, rabino e sacerdote de seus filhos.
Mas há um pequeno equivoco na tradução deste versículo, o que não quer dizer que ele esteja errado. É algo que o tradutor pensou estar subentendido.
Se fossemos fazer um tradução mais literal teríamos:
“Consagra o jovem no princípio de seu caminho para que, nem quando velho, ele seja persuadido a desistir dele.”
Perceba no grifo que o texto fala do CAMINHO do próprio JOVEM (este termo veremos mas a frente), ou seja, trata-se de ensinar o jovem a ser íntegro no caminho que ele escolheu. Ora, acredita-se aqui que ele já fora orientado qual será esse caminho, ele pode não tê-lo escolhido ainda, mas quando escolher o fará com integridade. Caso contrário, esse jovem corre o risco de escolher um bom caminho, porém ser um desatinado e desorientado, perdendo-se em sua decisões.


Então, a ideia cristã de que este versículo fala da incorruptibilidade do jovem através do ensinamento correto, na verdade esta errada.
Veja que suma do texto dá total liberdade de escolha do CAMINHO que o JOVEM pretende seguir, mas que ele não desista no meio.
Outro aspecto interessante , ainda falando do original hebraico é o termo Hanok ou Hanak ( חנך ), aqui traduzido por ensinar ou instruir pode ser associada a dedicar, treinar ou consagrar. A primeira variável que deve ser considerada é a opção pelo termo hanak em lugar da nomenclatura comumente associada com o ato de ensinar. Por exemplo, em Pv 9.9 (... ensina ao justo, e ele crescerá em prudência), o termo hebraico utilizado não é hanak, mas yada ( [dy ) que é o termo mais comum (34 vezes)27 para a tarefa que comumente associamos com o ato de ensinar. Aliás, a única ocorrência de hanak em Provérbios é a de 22.6. Em Pv 4.4 (“No caminho da sabedoria te ensinei e pelas veredas da retidão te fiz andar”), onde o cenário parece indicar mais propriamente aquilo que costumeiramente associamos com o ato de ensinar, o termo hebraico também não é hanak, mas yarah ( hry ). Ora, yarah significa literalmente “arremessar” ou “atirar” (geralmente “atirar uma flecha”),29 mas neste uso em particular, onde o cenário indica que o sentido literal não é adequado, algum outro significado deve estar sendo comunicado em lugar do sentido básico da palavra. De igual modo, ao usar o termo hanak o autor deste provérbio parece estar indicando algo mais específico do que a conhecida ação de ensinar, a qual poderia ter sido referida por meio da expressão yarah, por exemplo. O que de mais específico o autor estaria querendo apontar?
A expressão cognata de hanak em árabe refere-se ao ato de esfregar o palato de uma criança com tâmaras esmagadas ou o palato de um recém-nascido com algum tipo de óleo ou mel antes que ele mamasse pela primeira vez.
Não seria então coincidência dizer isso da Palavra de Deus. O nome Débora (Ama de leite de Rebeca - Gn 35:8 e Juíza – Jz 4:4) vem do Original Debhoráh ou Devorah e significa Abelha e a raiz semítica d-b-r, que origina o nome Débora, também tem o significado de "palavra", ouso dizer que esta palavra quer dizer que a Palavra de Deus é doce. No bar mitzvah (cerimônia onde o jovem judeu faz uma prédica da Torah (parashat) pela primeira vez na sinagoga, aos 12 anos) nós jogamos balas no “bar mitzvando” enquanto ele passeia com a Torah pela sinagoga para mostrar-lhe que a Lei, a Palavra que ele carrega é doce. Veja como tem tudo haver com o nome ou termo Devorah.
Posso então afirmar que o Hanak nesse provérbio quer nos orientar a dar sabor, um tipo de memória degustativa, para que esse jovem não se esqueça e nem desista deste caminho.
Vamos analisar agora então a tradução da Vulgata Latina.
“Institue adulescentem iuxta viam suam; etiam cum senuerit, non recedet ab ea.” – Pv 22:6 (Nova Vulgata-Latim)
Você percebeu que no hebraico o termo que usamos para CRIANÇA foi substituído por JOVEM ? E na vulgata este termo se refere a ADOLESCENTE ?
Qual o motivo dessa variação ? Simples...
O Termo usado ai é Naar ( r[n ) cuja lista de possíveis significados pode incluir “criança” além de “adolescente”, “jovem”, “servo” e “atendente”, sempre se referindo ao sexo masculino.
Em outros lugares em Provérbios que esse termo é usado ele não se refere a CRIANÇA, mas sim a MOÇO ou JOVEM. Fazendo uma busca pela Bíblia algumas vezes este termo também aparece para falar dos discípulos dos profetas, “o MOÇO do profeta.
Gosto da ideia de que este termo se refere a todos que dependem de nós.
Diante deste cenários percebemos que a forma com a qual temos usado este provérbio não está errada, até porque sabemos que a Bíblia é inerrante, mas posso dizer que está limitada, afinal este versículo , como tantos outros, traz em si grandes revelações.
Logo, parafraseando ou contextualizando este provérbio ele ficaria assim:


“DÁ GOSTO À AQUELE QUE DEPENDE DE VOCÊ PELO CAMINHO QUE ELE ESCOLHEU E QUANDO O TEMPO PASSAR ELE PERSEVERARÁ NELE.”

0 comentários em “Provérbios 22:6”

Postar um comentário

 

Rogerio Pina Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger